Publicado por: miwi | fevereiro 9, 2008

Jogos Casuais, ou O Wii é Bobo, Feio e Mau, manhê!

Eu estava dando uma olhada num site muito interessante sobre desenvolvimento de jogos, o DevelopMag, e acabei por me dar conta que as colunas mais interessantes eram da seção… Casual Connection. Conexão Casual. Casual. É, jogadores de carteirinha e que adoram serem chamados de “hardcore”: c-a-s-u-a-l. A temida palavra.

O que me fez lembrar de – mais um – argumento para lá de sem nexo que eu já vi mais de uma vez quando o assunto é o Wii e seus jogos casuais: como o Wii vende como água e seus jogos casuais de orçamento baixo vendem mais do que muitos jogos que custaram alguns milhões para serem feitos, algumas pessoas começaram a temer que o mercado casual cresça de tal maneira que o espaço para os jogos “de macho mesmo” fique cada vez menor.

O que essas pessoas aparentemente não compreendem é que o que o Wii e seus jogos casuais, assim como a XBLA e seus jogos casuais, estão fazendo não é tomar a fatia dos jogos hardcore, mas aumentar o bolo. Embora isso resulte em muitos jogos bobos e de baixa qualidade, também resulta em gemas diferentes, em alguns jogos de qualidade – não, o fato de você gostar do jogo ou não NÃO é o que define se ele tem qualidade ou não.

Aliás, não sei como podem ter tanto repúdio pelo “casual”, se isso é praticamente ignorar o fato de que nossos queridos joguinhos hardcore devem sua existência aos jogos casuais! Quer jogo mais casual que Pong? Pac-man? Ninguém se lembra que, lá no início, ninguém era “hardcore”? Não, nem mesmo os coreanos!

Eu sou uma grande apaixonada pelo mundo indie dos jogos, como quem já deve ter visto alguns posts meus deve ter percebido. E o mundo indie também deve muito ao casual – eram os não-jogadores que mais tinham chances de experimentarem jogos não-tão-complexos e sem tantos efeitos especiais e gráficos “OMFG! THIS IS AMAZIIIING!”, e os desenvolvedores independentes se aproveitaram disso ao desenvolverem jogos mais simples voltados para esse público. Hoje existem RPGs indies de qualidade, Adventures indie de qualidade, mas o maior foco continua sendo aquele jogador que joga durante 5 minutos, meia hora.

Ainda assim, os jogos casuais parecem assustar algumas pessoas. É incrível: pessoas que se acham tão “entendidas” no assunto são incapazes de discernir seu gosto pessoal do mercado – se elas não gostam daquele tipo de jogo, ele é “ruim”, se é do seu gênero favorito, é um “espetáculo”, por mais genérico que o jogo possa ser. Ao falharem em enxergar os jogos pelo seu valor no mercado e enquanto jogos de um gênero particular, as pessoas perdem a credibilidade enquanto “especialistas” no assunto – ninguém é plenamente imparcial, mas isso não justifica usar argumentos tão parciais quanto “eu não gosto, por isso é ruim” (embora poucos digam essas palavras, é o que significam muitos dos argumentos utilizados).

 E já é o meu segundo post sobre argumentos sem nexo que eu já vi sendo usados em discussões sobre videogame. Acho que vou fazer uma série: argumentos sem nexo, ou os motivos pelos quais eu parei de participar de comunidades sobre videogame no Orkut.

Anúncios

Responses

  1. Meu. Falou tudo e mais um pouco!
    Os jogos indie fodões tem uma cara de casual, tem a cara de “divirta-se” ao invés de “KILL KILL KILL PEGUE TODOS OS FUCKIN’ SEGREDOS DO JOGO NO MENOR TEMPO POSSÍVEL COM MAIS MATANÇA!!!”

    Tem muita gente que acha que os jogos de hoje devem ser com gráficos absurdamente avançados (Crysis? cof cof…) e se peidam pra conseguir rodar um jogo desses ou gastam uma fortuna com equipamento. Aí às vezes, nem divertido, o jogo é.
    Farcry é um exemplo… Gráficos fodões pra época, AI avançada (não muito) e o jogo é um saco! Sim, é muito chato!

    Finalidade de um jogo = Divertir.
    =D

  2. Eu também acho que um concorre com outro. É como temer que o MacDonalds vá desaparecer por causa da Pizza Hut, ou que os filmes de aventura vão sumir porque existem romances muito bons.

    E nem todo jogo casual é exatamente barato, ou fácil de fazer. Pegue por exemplo o The Seventh Guest, um jogo de quebra-cabeças com ambientação de Terror. Teve um custo assustador para sua época.

    E é um jogo totalmente casual, onde você resolve um pequeno enigma após outro.

    Eu adoro os dois gêneros, embora tenha preferência por jogos de estratégia em turnos e RPGs. Mas ainda consigo gastar horas jogando The Castle, Bejeweled ou o recente Paggle Extreme, que pode ser baixado junto com o Orange Box.

  3. Não sabia que vc tinha voltado a criar um blog! e ainda um blog bem interessante xD

    Vou continuar acompanhando por aqui, tem uns posts bem interessantes da parte de criação de jogos…

    Faz um post depois sobre games web-based xD

  4. LÉO!
    Você por aqui! *_*

    OK, um post sobre jogos web-based está encomendado, especialmente para você xD

    Mas seu site está com o link errado ali, bobo :p

    =*

  5. Meu link não tá errado não, a página que não tem nada mesmo xDDDD

    E po, e precisar de ajuda pro texto, sou viciado em jogos web based xD

    Queria ter tempo de montar um =/

  6. Ah, quem disse que os jogos casuais são ruins? o.o

    Outrun 2006 dá de mil a zero em Gran Turismo.

    E tenho dito. =D

  7. (na minha preferência, óbvio XD)

  8. Tudo é uma questão de opinião. Como jogos lidam diretamente com o sentimento das pessoas ainda mais por elas estarem controlando de forma ativa e não passiva o que ocorre na tela, é muito fácil o jogador tomar sua opinião pessoal como verdade incontestável. 😉

    Comunidades de jogos no orkut.. haha. Eu só leio, não escrevo mais nada. =P

    Parabéns pelo trabalho. 😉

  9. A proposito.. a revista Develop, a qual vc colocou o link, é bem boa. Mas eu ainda prefiro a Game Developer! Mas isso, é claro.. é a minha opinião.. 😉


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: