Publicado por: miwi | março 11, 2008

[Recomendação] Filme Independente – Mirror Mask, ou a Máscara da Ilusão

Ano passado, eu e o meu namorado tínhamos por hábito ir até um dos shoppings daqui e ir vasculhar a seção de DVDs em promoção da Americanas. Geralmente acabávamos encontrando alguma coisa interessante, como Colateral e a Viagem de Chihiro, por não mais do que 20 reais – A Viagem de Chihiro foi comprada por cerca de 14 reais, na realidade.

Mas quando outro shopping abriu, muito mais próximo do que o outro, nós acabamos não indo mais no outro e acabamos deixando esse hábito de lado.

Ontem, porém, nós fomos ao shopping e resolvemos dar uma olhada na seção de filmes em promoção do BIG. Nós estávamos quase desistindo, já que tudo o que parecia estar ali eram dezenas de filmes de animação que na realidade eram cópias baratas de grandes sucessos, como Carrinhos (e Carrinhos 2. E Carrinhos 3. Como alguém tem coragem de fazer essas coisas? Eu me sentiria envergonhada), séries do Discovery Channel, que na realidade até pareciam interessantes mas não eram exatamente o que nós estávamos procurando e…

De repente, eu estava com um DVD na minha mão. Este DVD:

20060525_mirrormask_001.jpg

 Se você também gosta desse estilo de imagem, talvez você saiba como eu me senti ao pegar esse DVD na mão. Ele me chamou a atenção – ele tinha esse estilo meio… surreal, que eu particularmente adoro em ilustrações e que me faz delirar quando eu vejo em algum jogo (embora isso dificilmente aconteça, infelizmente).

Aí, eu percebi um nome, parcialmente escondido debaixo de uma etiqueta de preço. Alguma coisa… Gaiman.

Se você, como eu, é fã de Sandman, já deve ter percebido quem era esse Gaiman. Sim, era um filme de Neil Gaiman e Dave McKean, que já tinha ilustrado alguns de seus trabalhos anteriores, além de ter feito alguns curtas.

 Um filme de Neil Gaiman por 20 reais… OK, nós vamos levar!

Não nos arrependemos.

O filme trata de uma garota que trabalha em um circo, mas que gostaria de levar uma vida normal. Mas, quando sua mãe fica doente e internada em um hospital, ela percebe que isso não é realmente importante.

Porém, na noite em que mãe iria passar por uma cirurgia, ela se descobre indo parar em um outro mundo, no qual deve restaurar o equílibrio entre o mundo da Luz e o mundo das Sombras.

Alguns desses elementes são tão clichés que você provavelmente ficaria cético em relação ao filme se eu simplesmente dissesse isso.

Aliás, o excesso de surrealismo das cenas talvez afastasse muitas pessoas, com medo de verem um filme que não se esforça para ser compreendido, sendo apenas uma profusão de idéias e imagens instigantes.

Máscara da Ilusão não é assim – apesar de seu exarcebado toque surreal, ele nunca deixa de se fazer entender. É como caminhar pela imaginação de uma criança – muito embora Helena, a personagem principal, já tenha tamanho suficiente para ser chamada de “adolescente”, o filme brinca muito mais com seu lado criança, daquela menina amedrontada com o fato de sua mãe estar doente, com o fato de ter de amadurecer tão rápido, do que com os outros “sintomas” da adolescência que outros filmes com personagens dessa idade costumam explorar.

O surrealismo dos cenários está ali por um propósito, para ajudar a contar uma história, e não apenas para mostrar uma imagem bonita, e graças a Deus, Dave e sua equipe nunca se esquecem disso.

Qualquer pessoa que já tenha criado seus próprios mundos, seja através de histórias, desenhos, ou mesmo apenas em sua imaginação, vai se identificar com Helena e suas paredes repletas de desenhos.

Qualquer pessoa que já tenha passado por uma dessas situações que te forçam a amadurecer muito mais rápido do que você gostaria vai se identificar com Helena e sua saga para tirar do sono profundo uma rainha que é tão, tão parecida com sua mãe.

mirrormask.jpg

E qualquer pessoa com um coração vai adorar os Bobs e Malcon, as simpáticas criaturas que me lembram vagamente Kiwis (os pássaros, não as frutas) que estão ao redor de Helena na imagem acima.

Ganhou alguns prêmios em Sundance e, sinceramente, eu recomendo este filme. Mas vá vê-lo com uma mente aberta, com a mesma mente que você viu filmes como Alice no País das Maravilhas e o Mágico de Oz.

E, se tiver um BIG aí perto, vá lá dar uma olhada – numa dessa, ele está lá em promoção também e você acaba levando esse excelente filme para casa? 😉

Voltei feliz ontem para casa – um filme de Neil Gaiman, independente, sobre mundos fantásticos, e ainda na promoção? Felicidade, sério.

Nem mencionemos o Mate-shake Ovomaltine do Rei do Mate que meu namorado me pagou 😉

Anúncios

Responses

  1. nem mencionou nosso aparelho de dvd novo, e nossa janta no giraffas, e ainda nosso passeio pela saraiva, xD
    hauhauhuahuhauhahuhauhuaha
    filme muito bom, com uma historia boa, bem produzido. E com monkey-birds (sim, os Bobs e o Malcon possuem esse nome, e nao fui eu quem deu ein, hauhauhauhua, ta no dvd).
    Até as entrevistas sao boas, engraçadas, e o senhor gaiman parece ser um cara legal…é dificil eu achar entrevistas de filmes legais…
    valeu muito nossa compra, e como sempre, recomendado pela senhorita miwi…siiiim, aquela q comenta no continue, hauhauhuahuhaua
    te amooooooooooo
    mtao mtao mtoooooo
    :********:
    otima atualização mor mor

  2. Um dos meus filmes prediletos, sem sombra de dúvidas! Adoro o trabalho de Neil Gaiman e do Dave McKean, até que deixei, juntamente com meu amigo, dois artigos no meu blog sobre o Mirrormask, então se puder dar uma olhadelha…

    Abcs, Victor


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: