Publicado por: miwi | março 29, 2008

Ah, um daqueles desabafos sobre clichés em jogos de Adventure e RPG…

Estava procurando um jogo independente para jogar e…

Por que um dos gêneros que deveria ser conhecido pela sua história, seus diálogos, e seus personagens parece ser tão cheio de… clichès? Meu Deus, como eu odeio esse sub-nicho “Escape da sala”. Não, sério, eu ainda não consigo entender como alguém gosta de ficar pegando objetos e usando-os aleatoriamente pela sala para ver o que vai acontecer depois.

Parece-me que 95% dos adventures independentes caem em um de dois gêneros (eventualmente nos dois, agh): “Eu quero ser engraçado e te fazer lembrar de Monkey Island, e pretendo fazer isso com gráficos que parecem fugitivos de uma maldita máquina do tempo e com puzzles ‘ei, use o ursinho de pelúcia para entupir a chaminé, encher a casa de fuligem e então fazer com que o guarda saia da casa para ir ver o que aconteceu, enquanto você pega as chaves da jaula para libertar os macacos que irão te guiar até a Banana Sagrada'”, ou no bom-e-velho “você é o detetive, descubra quem é o assassino”.

Não, sério, QUE SACO. Eu queria um jogo instigante, com bons diálogos, trama envolvente, personagens carismáticos. Eu sei que é difícil, mas, pelo amor de deus, é para isso que existe esse gênero parado-prá-burro-devagar-quase parando com gráficos estáticos e animações simples!

Pelo menos, é o que eu quero com o meu jogo. Espero conseguir. De qualquer maneira, não pretendo fazer muito uso dos famigerados puzzles-de-inventário. A maior parte do jogo consistirá em relacionamentos, e você vai prosseguir no jogo conversando com as pessoas. Objetos são secundários.

Aí, um pouco estressada, fui dar uma olhada numa revista sobre jogos em RPG Maker.

Meu deus, criem um jogo que não seja sobre salvar terras fantásticas e dragões e princesas e outras viadagens do gênero, pelo amor de deus! E que não sejam jogos “baseados” em franquias como Naruto e Pokémon. Ver esse tipo de coisa me dá vontade de fazer coisas cruéis com gatinhos.

Isso até me fez rever alguns conceitos do meu jogo, o que quer dizer que o stress pelo menos teve seu lado bom.

Mas, ai, como eu sinto falta de Tex Murphy… e eu nem joguei o Overseer! Será que é tão bom quanto o Pandora Directive?

Anúncios

Responses

  1. haeuheauheuuea
    To rindo aqui mas, entendo a tua frustração e, ainda por cima, concordo. É realmente um saco tudo isso. Eu adoro adventures e vejo o gênero ser muito mal implementado. Nos últimos tempos são poucos títulos que valem a pena, então, quero te indicar dois que, na minha humilde opinião, são grandes jogos. Não são independentes mas, são meio “underground” e acho que servem para matar a vontade. 🙂

    Um é um baseado numa livro da Agatha Christie, chamado “And Then There Were None”. O jogo mantém o nome e me diverti muito jogando. Não curti muito o fim, mas… Mais informações sobre o jogo aqui: http://www.agathachristiegame.com/attwn/index.html E nesse mesmo site (“raiz”), se encontra uma lista de mais dois jogos baseados nas obras de Agatha.

    O outro é “Still Life” que foi desenvolvido pela Microid (que também fez Obscure). Eu adorei esse jogo. Eu adorei tanto a história que eu gostaria de ver um filme sobre. Ou um livro. Ao contrário de grande maioria que jogou, eu adorei o final. Este jogo é o segundo de uma trilogia (sequência de Post Mortem – que não joguei ainda) e teve uma sequência anunciada em 2007. Mais informações aqui (o site oficial, na prática, não existe): http://en.wikipedia.org/wiki/Still_Life_(video_game)

    Já aviso que a “mídia especializada” não gostou muito dos jogos. GameSpot, por exemplo, desceu o pau nos jogos baseados nos livros da Agatha Christie e deu uma nota mediana para os jogos. O público também não aceitou muito bem. Bom, vê aí. 🙂

    Ambos títulos são publicados pela Adventure Company, que parece ter outros títulos bacanas.
    http://www.adventurecompanygames.com/tac/

  2. Valeu, vou dar uma conferida neles xD Esse Still Life me chamou a atenção!

    Mas como eu consigo esses jogos?

  3. Para Post Mortem:
    https://buy.metaboli.com/vnt/panier.html?partenaire=79&id_titre=46&affilie=

    Para Still Life: https://buy.metaboli.com/vnt/panier.html?partenaire=79&id_titre=49&affilie=

    (links do site da propria Microid)

    Para jogos da Adventure Company: https://dreamcatchergames.3dcartstores.com/ADVENTURE_c_5-1.html

    Você quer saber os meios “alternativos” também?

    Ah! Dê uma olhada em Dark Fall, que é um adventure de “terror”. Esse sim é (era?) independente e saiu até uma sequência. Eu NUNCA joguei, mas desejo ele até hoje. 🙂

    Sei que existe uma grande chance de a resposta ser “sim”, mas, você jogou Sanitarium? Se não, procure sobre ele. Foi um dos melhores adventures que já joguei.

  4. Eu não sei nada sobre o primeiro jogo que ele comenta, mais sobre o segundo, se é uma continuação do Post Mortem, é bem provável que não de para você comprar numa loja aí no Brasil, talvez só pela internet, porque se não me lembro mal é um adventure francês. Aqui na Espanha é fácil encontrar o Post Mortem por 10€ e é bem provável que o Still Life não passe de 20€.
    Já que o Bocão recomendou um adventure eu te recomendo outro chamado Runaway, é um jogo espanhol bastante bom. O único problema é que para você conseguir esse jogo talvez você tenha que acudir ao eMule…

  5. acabei de fazer um comentário num outro blog, que vou “colá-lo” aqui:
    “cara, é a mesma coisa que eu vejo nos jogos.
    mmorpg é bacana, mas apenas se você consegue um grupo que interprete, sem conversas sobre msn ou inutilidades como bbb.

    eu procuro sempre incentivar os jogadores de minha mesa a interpretarem e, não raro, tiro XP qnd eles fazem besteiras ou qnd falta interpretação no dia. no fim do jogo, sempre faço um “o que achei disso aqui hoje”, é um método bacana, onde todos começam a interpretar mais, já q assim ganham XP tb.”

    o outro blog, é esse: http://suserania.wordpress.com/2008/03/30/video-game-de-papel/

    no fim das contas, me parece um problema crônico!

  6. Aqui tem outro site para comprar jogos online: http://adventureshop.gamesplanet.com/US/jeuxGood.html

    Legal saber dessas alternativas para quem pensa em comprar um jogo, para não precisar importar um jogo através do oceano ;p

    Post Mortem + Still Life estavam 20 dólares nesse site, se eles forem bons mesmo, acho que vale ‘a pena :p

    Bocão, eu nunca tinha jogado Sanitarium :p
    Baixei, mas a interface me irritou profundamente… e eu não achei o botao para salvar xP

    Baixei um demo de The longest Journey e vou baixar um demo de Keepsake, ele pareceu tão bonitinho xD E pretendo baixar demos desses jogos citados por vocês, também

  7. Bah! Faz um esforço e joga ele. Nem lembro de onde é o salvar mas, sério, tenta… a história é muito massa. 🙂

  8. […] Abri o bloglines, que faz tanto tempo que não abro no trabalho pois nem estava no histórico (é assim que se chama quando o browser autocompleta a URL?), percorro todos os blogs que ali estão uns mais interessantes outros nem tanto (só li o título desses). Quando caí no Disk Chocolate, mais específicamente neste post. […]

  9. Hahaha.
    Engraçada tu =P
    É a mania que a indústria tem. Não só jogos independentes, de querer se aproveitar do sucesso passado para atrair publico. Clones de GTA? É o que mais tem por aí. Olha os jogos pos Resident Evil 4, camera por cima do ombro virou moda (uma moda boa, diga-se de passagem, gosto daquela camera).

    O Cliff B. do Gears of War admitiu que se “inspirou” em RE4. Assim como Saint’s Row se inspirou em GTA. Inspiração de gameplay eu até entendo, é assim que a indústria evolui. Mas com relação aos clichês dos adventures… concordo 100% contigo =).

    Valeu! Parabéns novamente pelo blog!


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: