Publicado por: miwi | abril 6, 2008

[Diário Gamedev] Colocando idéias em Prática

Não, apesar do título, eu não fiz nada de prático e vim aqui mostrar.

Na realidade, meu domingo se resumiu a resolver bugs do mySQL, estudar para a prova de circuitos e tomar sorvete com licor. Mas, enfim ;p

É mais uma idéia que eu tive para me ajudar a testar algumas idéias sem me desestimular com o fato de que o jogo do jeito que eu quero só vai sair no ano que vem :p

Acho que poderia ser mais utilizada por outras pessoas que desenvolvem sozinhas e querem fazer um jogo maior, mas temem ficar sem motivação durante o processo – afinal, é legal ver algo “palpável” de vez em quando, ao invés de pilhas e pilhas de documentos e idéias.

A idéia consiste em fazer “mini-projetos” para praticar um pouco a parte mais prática do negócio, enquanto testo idéias que eu pretendo utilizar no projeto “maior”. Na verdade, isso é a melhoria de algumas dicas “básicas” que são dadas a qualquer iniciante: comece com coisas pequenas ao invés de querer fazer de cara um ultra mega projeto.

Mas, como eu pessoalmente me interesso mais pela parte de design do que de programação, fica meio difícil eu me motivar para programar algo só para aprender a mexer numa ferramente, por exemplo. Então, eu resolvi fazer “mini-projetos” para implementar pequenas idéias que eu pretendo utilizar no jogo, algo como um mini-micro-tech-demo. Ou algo assim.

Aqui estão algumas guidelines básicas que eu pretendo seguir com esses projetos (que serão esquematizados como adventures point&click, já que o projeto que eu pretendo desenvolver é deste gênero):

– Limitação de tamanho: no máximo uma sala e dois personagens diferentes para interação, e no máximo cinco objetos.

– Limitação de gráficos: usar gráficos genéricos sempre que possível e perder o mínimo de tempo editando-os.

– Limitação de interface: não utilizar elementos de interface que não sejam estritamente necessários àquela idéia. Exemplos: botões de salvar/carregar em um jogo de uma sala, botões de ação quando as únicas ações relevantes são “interagir com objetos” e “falar com pessoas”.

– Limitação de idéias: uma, e no máximo uma, idéia de game design que eu pretenda usar no meu jogo, será testada a cada mini-projeto.

– Limitação de áudio: eles não terão áudio, a menos que a idéia a ser implementada necessite de algum tipo de som.

– Utilização de engine: de preferência, variar a ferramenta a ser utilizada, especialmente entre AGS e Wintermute, que me pareceram ser as ferramentas mais interessantes, para me ajudar a descobrir qual é a melhor para desenvolver o jogo.

Como primeiro micro-projeto, vou tentar micro-implementar uma alternativa para interação do usuário com o jogo: além de interagir olhando, mexendo em objetos e falando com pessoas, o modo como você se sente também deveria afetar o jogo de alguma maneira. Se você está bravo com a situação, seu personagem deveria espelhar isso e reagir de maneira mais agressiva. Da mesma maneira, se você está se sentindo feliz, seu personagem também deveria estar, passando a agir de maneira mais cordial.

Mas, como diabos o jogo pode saber como o jogador está se sentindo?

Eu pensei em duas maneiras:

-> O jogador informa ao jogo, através de ícones: um ícone, em algum dos cantos da tela, mostra seu humor atual. A cada clique, ele muda, e o que o seu personagem diz ou a maneira como ele interage com o cenário e os objetos se altera com cada humor.

-> O jogo “percebe” o humor do jogador, de acordo com suas respostas, e “muda” o humor de maneira automática.

Ou, a terceira forma, que seria uma mistura dos dois:

-> No início, quando o jogador ainda não tomou muitas decisões, ele pode escolher livremente o seu humor mas, conforme ele for escolhendo como irá falar com as pessoas, seu humor será cada vez mais difícil de ser modificado. Por exemplo, depois de várias respostas grosseiras, um simples clique não poderá alterar seu humor de volta para “cordial”. Decididamente o mais complexo dos três, mas é justamente o que me pareceu mais interessante :p

Mas, como testar essas idéias? Bom, a primeira é a mais fácil, já que tem a maneira mais simples de trocar de humor: através de um clique. Então, uma maneira razoável de testar as 3 idéias consistiria em implementar a segunda, modificá-la para que ela se torne a segunda, e então misturar ambas as idéias. Por exemplo, fazendo um projeto com duas salas: na primeira, você escolhe seu humor e interage de acordo, na segunda você lida com as consequências dessa decisão.

Então, como projetar a primeira idéia?

Escopo:

Objetivo: genérico: escape da sala. Mas o seu humor irá influenciar o modo como você consegue fazer isso.

Concept art:

(huahauahuaha)

Free Image Hosting at www.ImageShack.us

Bom, esse seria o hiper mega concept art do jogo, ;p Feito em três minutos e meio no Paint, yeah! Consiste em uma sala, uma porta, uma pessoa/robô, e um vaso com duas flores. Mais simples impossível.

Interface: o usuário irá interagir com o uso do mouse, clicando nos objetos para interagir com eles (clicar na pessoa faz o seu personagem falar com ela, clicar no objeto faz você interagir com ele), um ícone no canto superior direito faz o seu humor alternar entre cordial e agressivo:

Free Image Hosting at www.ImageShack.us

(impressionante as ilustrações desse artigo, não?)

Aspectos desejáveis: comentários irônicos/sarcásticos no jogo, para tornar este “mini-micro-game” seja algo minimamente jogável, que outros aspectos do cenário mudem de acordo com seu humor, e não apenas o ícone de smiley.

Resolução: 800×600 (por que essa? Por que eu acho as outras muito pequenas e me lembram de coisas em lo-res e maiores são grandes demais para um jogo tão estúpido xD

Programa: AGS 3

Bom, é isso. Vou ver se começo alguma coisa hoje mesmo, já que a idéia é fazer meio que “draft-projects” mesmo.

Comentários sobre quão incríveis são esses desenhos do artigo são bem vindos ;p

Anúncios

Responses

  1. bom, a terceira ideia não seria uma “evolução” da segunda???
    e estou cada vez mais empolgado com esse jogo, xD
    acho q seu point and click será muito bom, inclusive pq vc tem otimas ideias, é muito criativa e sabe colocar isso no jogo
    agora ainda colocará sentimentos, para deixar cada vez mais real, parece que vai ficar excelente amor
    e adorei a ideia, pq eu sou muito ruim em tudo, como vc sabe, mas como quero ajudar, fazer coisinhas basicas assim é bem legal mor mor
    TE AMO muuuuuuuit0 muito muito
    :********:


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: